FacebookPixel
NOTÍCIAS DO MERCADO IMOBILIÁRIO, CONSTRUÇÃO CIVIL & ARQUITETURA, VISTOS E TURISMO
Voltar \ Imobiliário. Investimento estrangeiro domina no Porto

Imobiliário. Investimento estrangeiro domina no Porto

19 dez 2019
Imobiliário. Investimento estrangeiro domina no Porto
Geral
Desde o início do ano foram investidos €151 milhões no sector imobiliário da Área Metropolitana do Porto. 74% daquele valor foi assegurado por investidores investidores estrangeiros. O ramo hoteleiro foi o mais ativo.
A área metropolitana do Porto é das que atrai mais capital estrangeiro no setor imobiliário. Apesar deste mercado se encontrar numa fase de consolidação, dada a “escassez da oferta estruturada”, a região tem tido um aumento gradual de investimento estrangeiro. Só entre janeiro e setembro deste ano, representou 74% do total investido. Traduzindo em números, de um total de €151 milhões, mais de €105 milhões são de origem estrangeira.

Esta é uma das conclusões do “Market Update Porto”, o último estudo da Cushman & Wakefield, apresentado hoje, no novo escritório da consultora na cidade, que contou com a presença de Rui Moreira, autarca do Porto, e do Vereador da Economia, Comércio e Turismo, Ricardo Valente.

“O aumento gradual do peso do capital estrangeiro no investimento imobiliário na área metropolitana do Porto, que no corrente ano atingiu os 74%, demonstra o aumento da atratividade da região”, refere o documento da consultora, especificando que o concelho do Porto é o “mais representativo, com um peso médio de 53% do volume transacionado na AMP, entre 2015 e 2019”. Considerando apenas o volume de transações em 2019, a percentagem seria de 89%.

“Em termos de distribuição por setor, verificou-se uma inversão da tendência passada, dominada pelo retalho, com os mercados de escritórios e hotelaria a serem os mais transacionados entre janeiro e setembro de 2019, atraindo respetivamente 34% e 32% do capital investido”, refere o documento.

O sector de escritórios registou o maior negócio do ano na região: a venda do edifício Burgo da Dos Puntos Asset Management à VärdePartners, por um valor superior a €40 milhões. Embora condicionada pela escassez da oferta de qualidade, o setor dos escritórios vai contar com 110 mil metros quadrados de espaços novos, até 2022. O estudo da consultora dá ainda conta de um aumento no sector do retalho: das 140 lojas comercializadas, 80 são em comércio de rua.

O sector hoteleiro foi o mais ativo, com um total de €48 milhões em 4 transações, seguido das residências de estudantes,com destaque para a aquisição pela Xior de uma residência por €18 milhões.

“Ao longo dos últimos anos a região do Porto tem registado um maior dinamismo, particularmente na atividade ocupacional, o que tem gerado um maior interesse dos investidores. Espera-se que o aumento da entrada de capital estrangeiro venha a impulsionar o incremento da oferta de produto de investimento imobiliário estruturado,cuja escassez é atualmente apontada como o maior entrave à consolidação do mercado nesta região”, concluiu Andreia Almeida, diretora de research da Cushman&Wakefield.

Fonte: https://expresso.pt/economia/2019-12-02-Imobiliario.-Investimento-estrangeiro-domina-no-Porto

Veja Também