FacebookPixel
NOTÍCIAS DO MERCADO IMOBILIÁRIO, CONSTRUÇÃO CIVIL & ARQUITETURA, VISTOS E TURISMO
Voltar \ ´Pipeline´ residencial cresceu 400% em cinco anos no mercado nacional

´Pipeline´ residencial cresceu 400% em cinco anos no mercado nacional

29 ago 2019
´Pipeline´ residencial cresceu 400% em cinco anos no mercado nacional
Construção Civil
O segmento de novos projetos de promoção imobiliária residencial registou um ciclo de forte crescimento nos últimos cinco anos. Desde o final de 2014, quando esta atividade atingiu o seu ponto mais baixo, o ´pipeline´ residencial no país já cresceu 400%, de acordo com o Índice Pipeline Imobiliário (IPI). E o volume de obras de habitação (em área) em licenciamento continua a crescer, mas de forma mais moderada.

Os últimos dados do Confidencial Imobiliário mostram que este indicador registou um aumento de 11% no segundo trimestre, sendo o valor "mais baixo desde início de 2015", quando se começou "a inverter o período de praticamente congelamento do lançamento de novos projetos residenciais sentido entre 2011 (ano base do índice) e 2014".

Neste período, segundo a mesma fonte, têm-se verificado aumentos homólogos quase sempre entre os 30% e os 50%.  "Não podemos esquecer-nos que o ponto de partida para estes crescimentos prévios era bastante baixo e que nos dois últimos anos tem havido um forte aumento do investimento em promoção imobiliária residencial", frisa o diretor da Confidencial Imobiliário, Ricardo Guimarães, citado em comunicado.

O aumento da oferta "responde, de forma direta, à valorização do mercado. E, estando o mercado já a antecipar um novo período de alguma estabilização no crescimento dos preços, é expectável que vamos assistindo a uma perda de ritmo no lançamento de novos projetos residenciais", acrescenta o responsável.

Ajustamento começa a notar-se na região da capital

A Área Metropolitana (AM) de Lisboa "parece ser a primeira a reagir a esta tendência, observando uma queda de 4% no lançamento de novos projetos de habitação no 2.º trimestre de 2019 (em termos homólogos), culminando, assim, o ciclo de desaceleração que se faz sentir desde meados de 2018", refere a Confidencial Imobiliário.

"Já na Área Metropolitana do Porto, o 'pipeline' residencial aumentou 56% no mesmo período, o crescimento mais forte dos últimos anos. Acontece, contudo, que enquanto na AM Lisboa, as taxas de variação homólogas se têm situado predominantemente acima dos 65% desde 2017, no Porto, não tinham até ido muito além dos 45%", salienta.

Fonte: https://www.idealista.pt/news/imobiliario/construcao/2019/08/29/40688-pipeline-residencial-no-pais-cresceu-400-em-cinco-anos

Veja Também